Resenha: As cores da vida - Kristin Hannah

Sinopse: Uma arrebatadora história sobre irmãs, rivalidade, perdão e, em última análise, o que significa ser uma família. As irmãs Winona, Aurora e Vivi Ann perderam a mãe cedo e foram criadas por um pai frio e distante. Por isso, o amor que elas conhecem vem do laço que criaram entre si. Embora tenham personalidades bastante diferentes, na verdade são inseparáveis. Winona, a mais velha e porto seguro das irmãs, nunca se sentiu em casa no rancho da família e sabe que não tem as qualidades que o pai valoriza. Mas, sendo a melhor advogada da cidade, ela está determinada a lhe provar seu valor. Aurora, a irmã do meio, é a pacificadora. Ela acalma as tensões familiares e se desdobra pela felicidade de todos – ainda que esconda os próprios problemas. E Vivi Ann é a estrela entre as três. Linda e sonhadora, tem o coração grande e indomável e é adorada por todos. Parece que em sua vida tudo dá certo. Até que um forasteiro chega à cidade... Então tudo muda. De uma hora para a outra, a lealdade que as irmãs sempre deram por certa é posta à prova. E quando segredos dolorosos são revelados e um crime abala a cidade, elas se veem em lados opostos da mesma verdade.

Em As cores da vida, Kristin Hannah leva o leitor para o cotidiano de uma família de uma cidade do interior. Em 1979, Winona, Aurora e Vivi Ann perdem a mãe. O pai torna-se frio e distante e pouco conversa com as filhas. Aos 15 anos, Winona é a mais velha das três e toma para si a responsabilidade de cuidar da casa e das irmãs mais novas. É ainda nessa época que nasce a inveja de Win em relação a Vivi. Inveja que resultará em muitos dos importantes acontecimentos da história da família Grey.

Os anos se passam e acompanhamos todos eles através da narrativa em terceira pessoa. Considerada a mais inteligente, Winona é agora uma bem sucedida e importante advogada da cidade. Apesar disso, ressente-se por pesar mais do que gostaria, por não ter construído ainda uma família e por não possuir o reconhecimento do pai. Vivi Ann é a típica filhinha de ouro do papai. Linda, carismática e otimista, consegue tudo (e todos) que quer com a maior facilidade do mundo. Aurora é a filha do meio, está casada e com dois filhos. Sua função é sempre a de intermediar e pacificar os atritos familiares, pouco fala dos próprios problemas.

Ao longo de todo o livro, vemos a relação das irmãs passar por grandes turbulências: um suposto triângulo amoroso, um forasteiro que passa a trabalhar no rancho da família e um crime que marca a cidade e os Grey profundamente.

Meu único  incômodo com a história talvez tenha atrapalhado um pouco minha experiência de leitura. Quando o primeiro abalo na relação das irmãs ocorre, Aurora lembra o tempo inteiro do quanto a união delas é importante e como isso tem que vir em primeiro lugar. Porém, para mim, essa união toda só existia na fala da personagem. O que a autora me mostrou desde o início foi a inveja de Winona, o quanto as conquistas fáceis de Vivi a incomodavam, assim como incomodava a relação mais próxima da caçula com o pai. Portanto, todo o amor e parceria entre as irmãs, base de toda a trama, não me convenceram. Os personagens falavam uma coisa, mas as atitudes me mostravam outra bem diferente.

Comecei a acreditar na ligação entre as irmãs Grey conforme a história avançou e coisas bem difíceis aconteceram. Elas brigam, fazem as pazes, brigam de novo, se afastam, se perdoam... Nessas horas de sofrimento elas se dão conta do quanto precisam umas das outras e de como são mais fortes juntas. Quando a autora finalmente consegue colocar na sua descrição dos fatos o que só existia na fala das personagens, a trama convence, envolve e emociona. 

Os personagens são bem construídos, possuem características marcantes e não são perfeitos. Todos possuem qualidades capazes de gerar admiração e defeitos irritantes. A autora soube equilibrar o destaque dado a cada um, e ora o foco está em uma das irmãs, ora em outra. Apenas a história de Aurora fica um pouco subdesenvolvida, sabemos dos acontecimentos de sua vida através de pequenos comentários, mas, como já dito no início da resenha, seu papel na trama e na família é outro.

A escrita de Kristin é bem detalhada. Ela descreve lugares, sentimentos e situações sem pressa, mas sem cansar quem lê. Através de sua narrativa, é possível ser transportado para aquela pequena cidade, visualizar a propriedade dos Grey, o bar que as irmãs sempre frequentavam juntas e todos os Natais da família ao longo dos anos. 

As cores da vida, quando encontra o caminho, é um bom drama familiar. A principal situação do livro me fez acompanhar aflita cada novo desenrolar, torcendo para um desfecho feliz e temendo que isso não fosse possível, mesmos sentimentos experimentados pelos personagens. Quando tudo termina, vários tipos de redenção acontecem e a mensagem que fica é a de que, quando verdadeiros, os laços familiares ajudam a suportar e vencer quase tudo.


*Exemplar cedido pela editora.

25 comentários:

  1. Oi, Carla 😍
    Confesso que não sou fã de livros com dramas familiares assim, já basta o drama da minha família kkkk
    E sua resenha me mostrou que realmente esse livro não é muito atraente para mim.
    Beijos,
    teattimee.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Já ouvi falar dessa escritora e esse livro me impressionou muito. Parece ser ótimo já que eu adoro um drama familiar!

    Próxima Primavera
    Participe do projeto "Pequenas e grandes conquistas de 2016"!

    ResponderExcluir
  3. Eu sou apaixonada por essa autora, mas concordo com você. Também senti dificuldade a princípio para enxergar esse amor todo entre as irmãs. Na verdade a Winona me irritou bastante com o despeito dela!!! rsrsrsrs! De resto o livro é ótimo. Bjks!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carla!
    Esse briga-fazem as pazes me lembra muito a família do meu pai hahhahah
    No momento, não estou numa vibe de dramas assim, por isso vou passar a dica por agora.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Natal Literário
    Participe do Sorteio de Fim de Ano
    Participe da promoção três anos de Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  5. Olá minha linda,
    amo livros assim, a história deve ser linda.
    Amei.
    Beijocas.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  6. Oi Carla!
    Também tive esse problema no início do livro, em especial porque eu não conseguia aceitar essa inveja toda de uma irmã em relação à outra.
    No entanto, quando o rumo da história muda, são tão intensos os sentimentos que é difícil não se envolver. Eu me emocionei demais e acabei adorando o livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, Carla.
    Eu só li um livro da autora até agora e adorei a história. Gostei da forma como ela me emocionou através da história. Que pena que no começo não convenceu muito, mas que bom que no fim deu tudo certo. Esse tema relacionamento entre irmãos é um assunto que rende muito. Eu mesmo tenho 4 irmãos e me relaciono diferente com cada um deles. É um livro que quero ler.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oii, tudo bem? Que resenha incrível. Ainda não tive a oportunidade ler nenhum livro da autora e confesso que a sinopse não me chamou muito a atenção. Mas ao decorrer do post me interessei, parece ser um ótimo livro.
    Já estou seguindo o Blog para não perder mais nenhuma resenha!

    Beijos <3
    https://menteviajantee.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Carla, tudo bem?

    Não conhecia o livro, mas fiquei bem curiosaaaa. Adoro livros que carregam um drama, principalmente familiar, bem construído. Como tenho duas irmãs, consegui nos enxergar nas cenas, compartilhando momentos com elas.
    Sua resenha me prendeu e fiquei curiosa com o desenrolar da história, como as personagens cresceram.

    Beijos,

    Gnoma Leitora

    ResponderExcluir
  10. Nossa, parece ser uma história lindíssima a desse livro. Amei a resenha. A capa dele é linda também :)

    http://www.vivendosentimentos.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá, Carla!
    Eu não conhecia o livro, mas gostei dessa temática que ele aborda.
    Relação entre irmãos, em alguns casos, é tão cheia de altos e baixos. Acho que iria adorar ler esse livro, pois me identifiquei um pouco com a história.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Carla,
    Eu já recebi várias indicações desse livro, mas sempre vou adiando.
    É uma obra que vai me arrancar lágrimas, certeza.
    A capa é linda, né?
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Carla! Faz tempo que não leio nada da autora, mas os livros dela que li me deixaram bem satisfeita. Este parece ser bem legal também, mais um drama comovente.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  14. Oi Carla, tudo bem?

    Amei a resenha!!! Lá no blog quem leu foi a Marise e ela amou!! parece ser mesmo um livro incrível!! Fiquei ainda mais curiosa pra ler!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  15. Adorei a resenha pois sempre via a sinopse e capa desse livro que chavam minha atenção e queria saber mais da leitura.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi Carla, tudo bem?
    Que pena que a relação delas não te convenceu. Parece ser a base de toda a carga dramática do livro. Mas, vendo pelo lado positivo, não foi uma leitura ruim pelo seu relato. =D
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    já li algumas resenhas sobre a obra e me parece o tipo de livro que leria, espero que seja uma boa leitura.
    abraço!
    Squad Of Readers

    ResponderExcluir
  18. Oi
    até parece ser uma história boa para se ler, mas sei lá não chamou muito a minha atenção, ainda mais pela relação das irmãs parecerem falsa.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Eu li As Cores da Vida a pouco tempo e foi um livro que me surpreendeu completamente. Iniciei a leitura com um pouco de preguiça, mas conforme a história transcorria não consegui deixar o livro de lado.
    Amei o livro, se tornou um dos favoritos ♥

    Beijos!
    www.aculpaedosleitores.com

    ResponderExcluir
  20. Oi Carla!

    Faz um tempinho que li a resenha sobre este livro, quando li a sua percebi algumas diferenças, mas agora percebo que leitura está com foco no drama família é nós acontecimentos a sua volta, não faz muito meu estilo, tenho dúvidas se iria gostar! Mas só lendo para saber não é mesmo? Seja como for fico feliz que a obra tenha te agradado e que o final foi como você esperava ou até melhor, será?


    Beijinhos

    Resenha Atual

    ResponderExcluir
  21. Oi Carla!
    Apesar de ler vários comentários positivos, não tenho muita vontade de ler os livros dessa autora... Acho que não tenho paciência para esses dramas de família.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  22. Olá!

    Nunca li nada da Kristin Hanna, se não estou enganado, quase comprei um livro dela. As Cores da Vida me pareceu bem interessante, principalmente por tratar de perda e união, deve ter sido bem difícil pra Winona.

    Abraços, Heitor
    shakedepalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Oie,
    não conhecia o livro e confesso que pela capa eu não compraria, mas a premissa é interessante.

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz
    3 livros por 20 reais

    ResponderExcluir
  24. Dramas familiares não costumam me despertar muita atenção, mas pela resenha dá pra perceber a união das irmãs, e como isso é importante pra elas ao longo dos anos

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Oiii Carla

    Eu não sei se esse é meu tipo de livro. Até gosto de ver séries com drama familiar, mas livros sobre o tema às vezes me cansam, ainda assim, fica anotado pra quando surgir a oportunidade, tenho vontade de conhecer algo dessa autora já que escutei muitos elogios sobre seus livros.

    Beijos

    Resenha Atual

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo