[Especial de Natal] Resenha: Um presente da Tiffany - Melissa Hill

Sinopse: Véspera de Natal na Quinta Avenida: dois homens estão comprando presentes para as mulheres que amam. Gary quer dar para a namorada, Rachel, uma pulseira de berloques. Em parte, como agradecimento por ela ter pagado a viagem a Nova York durante as festas de fim de ano, mas principalmente porque ele deixou, como sempre, tudo para a última hora. Enquanto isso, Ethan está procurando algo mais especial — um anel de noivado para Vanessa, a mulher que conseguiu levar felicidade à sua vida e à de sua filha depois da morte da primeira esposa, que ele amava tanto. A vida desses dois casais acaba se cruzando por acidente. Quando as sacolas de compras dos dois homens se misturam sem que ninguém perceba, Rachel ganha o anel de noivado que seria de Vanessa, e encontrar a joia para entregá-la à sua legítima dona revela-se uma tarefa mais complicada do que Ethan imaginava. Será que o destino tem algo inesperado reservado para os casais? Ou será a magia da Tiffany que está no ar?

Véspera de Natal, Nova York, Quinta Avenida. Ethan sai da icônica joalheria Tiffany com o tão desejado anel de diamante.  Viúvo há cerca de 3 anos, ouvia sua falecida esposa falar para a filha do casal, Daisy, sobre a magia daquele lugar. Por isso, quando resolveu pedir a namorada Vanessa em casamento, não restou dúvida: o anel tinha que ser de lá.  O pedido feito na manhã de Natal em uma cidade completamente tomada pelo clima da data tornaria tudo ainda mais perfeito. Pelo menos era o que ele pensava.

Na mesma loja, Gary vai em busca de algo para sua namorada, Rachel. Já estava em cima da hora e ele não queria gastar muito nem comprar nada tão significativo, mas precisava agradá-la, afinal, ela bancou sozinha a viagem dos dois. O presente comprado foi uma pulseira de berloques, que ele na verdade nem escolheu, foi sugerida por uma vendedora. 

O caminho dos dois se cruza quando Gary é atropelado ao tentar pegar um táxi. Preocupado com o estranho, Ethan ficou ao seu lado até o socorro chegar e pediu que a filha tomasse conta das sacolas do homem. Quando cada um segue o seu destino, ninguém sabe ainda, mas duas sacolinhas estavam trocadas.

Na manhã de Natal, os olhares cúmplices que Daisy e Ethan trocam transformam-se em olhares espantados quando o que vêem Vanessa tirar da caixinha azul amarrada com fita branca é uma pulseira, e não o anel. Dias depois, é a vez de Gary, já de alta, se surpreender ao ver a simples pulseira de berloques se transformar em um enorme anel de diamante. 

Se Ethan e Gary tivessem contado para suas respectivas namoradas que houve um erro com os presentes, muitas confusões seriam evitadas. Gary teve uma atitude nada honesta, mas isso já era esperado por parte do irlandês folgado e de índole duvidosa. Mas Ethan... Quem planeja um pedido de casamento, gasta uma fortuna em um anel e assiste em silêncio sua namorada receber uma simples pulseira no lugar? 

Apesar da escolha de não contar nada para a futura noiva, já no dia seguinte Ethan inicia suas tentativas de recuperar o anel. Para isso, precisa inventar uma série de desculpas nada convincentes para justificar saídas e viagens misteriosas em busca da joia, gerando suspeitas nada boas em Vanessa. Achei complicação demais para algo relativamente simples.

O livro é leve e tem um ar de comédia romântica, mas a leitura fica cansativa em certos momentos. A história toda gira em torno da busca pelo anel e se prolonga mais do que deveria. A ambientação passa por Nova York, Londres e Irlanda e, apesar da autora não abusar das descrições, é possível imaginar lugares e paisagens e se sentir em cada um deles. 

Os personagens são bem diferentes uns dos outros. Ethan  é professor universitário, gentil e certinho. Várias vezes tive vontade de sacudi-lo para que tomasse logo uma atitude. Vanessa não diz muito ao que veio no início do livro, mas nos capítulos finais ela ganha destaque. Rachel e Gary formam um casal bem improvável: ela é dona de um bistrô bem sucedido, linda, charmosa e de bom gosto. Já ele trabalha numa construtora que anda mal das pernas, gosta de beber até cair e não é nada atencioso ou carinhoso.

A narrativa em terceira pessoa foca nos acontecimentos entre os casais e fica mais rica com a entrada de outros personagens na trama: Brian, Justin e Terri, fundamentais para os desfechos das situações apresentadas. 

Conforme a leitura avançava, tudo indicava que o final seria daqueles bem clichês, e eu não queria acreditar que passei páginas e páginas acompanhando a saga do anel para tudo terminar daquela maneira. Felizmente os últimos capítulos foram recheados de revelações inesperadas e reviravoltas. Tudo se encaixa e faz sentido. Apenas um dos desfechos soou um pouco forçado para mim, mas foi romântico e, bem, essa é a ideia do livro.

Um presente da Tiffany é um romance leve que consegue manter os clichês típicos desse tipo de livro e, ao mesmo tempo, surpreender um pouquinho o leitor. 

8 comentários:

  1. Quero muitooooo ler esse livro. Tá na minha lista faz tempo e eu sou louca pra ler!! <3

    xox
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  2. Oi Carla, esses livros com clima de natal caem como uma luva para leituras de fim de ano. Ainda não li esse embora esteja de olho nela há algum tempo.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  3. Oi Carla, tudo bem? Eu estava doida pra ler algo natalino, adorei a dica, apesar de ser cansativa às vezes eu acho que gostar, adoro um romance rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Olá Carla, tudo bem?
    Quero muito ler esse livro, mas vou deixar pra ler um pouco mais pra frente então. Rs.
    Beijos!

    Http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Carlinhaaaa, quando li eu pensei a mesma coisa. Por que cargas d'água o cara não falou pra namorada que o presente estava errado? Talvez nós duas estejamos sendo muito práticas né?? Sem essa enrolação não teria o livro! Kkkkkkk! Mas é como vc disse, é um romance, romance tem dessas coisas.

    ResponderExcluir
  6. Oi Carla!
    Imaginei que esse livro fosse recheado de clichês do início ao fim. Que bom que há espaço para surpresas.
    A ambientação deve ser uma delícia. Uma pena que a jornada se prolonga mais do que devia. É muito chato quando um autor nos enrola.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Carla!
    Essa capa e essa premissa sempre me instigaram a ler esse livro. Apesar de ser cansativa, ainda bem que isso não influencia muito a leitura.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Natal Literário
    Participe da promoção de três anos de Um Oceano de Histórias
    Participe do Sorteio de Final de Ano

    ResponderExcluir
  8. Oie! Nossa que capa mais fofinha gente! *0* essa capa me conquistou, vou procurar o livro para ler com certeza! E mil desculpas pelo sumiço, esse ano foi bem complicado, mas prometo que ano que vem volto 100%
    Bjss! Aqui a explicação do meu sumiço! kkkk
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2016/12/defina-2016-com-uma-palavra.html

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo