Virou filme: O jardim secreto - Frances Hodgson Burnett

Sinopse: O Jardim Secreto conta a história de Mary Lennox, uma menina mimada e arrogante. A típica criança que provavelmente você não convidaria para a sua festa de aniversário ou não sentaria ao lado dela na sala de aula. Depois de perder os seus pais ainda muito nova, ela é enviada à Inglaterra para viver com seu tio. Mal sabe que essa mudança irá transformar a ela e todos a sua volta por completo. O Jardim Secreto é um livro maravilhoso sobre amizade, afeto, cura e transformação. Mágico e envolvente. Uma leitura carregada de lições que guardaremos por toda a vida.

A história de O jardim secreto começa na Índia, onde viviam Mary Lennox e seus pais. Oficial do governo inglês, o pai estava sempre ocupado. Dona de uma beleza impressionante, a mãe só se preocupava em frequentar festas. Desde que nasceu a menina foi deixada aos cuidados de uma ama, que para evitar que a patroa fosse perturbada por qualquer coisa referente à filha, fazia todas as suas vontades. Por isso, aos dez anos Mary era uma menina mandona e acostumada a ser obedecida e servida, a ponto de sequer vestir as próprias roupas sozinha.

Quando a cólera se espalha matando os criados e seus pais, Mary vai para a Inglaterra viver com um tio que não conheceArchibald Craven. Viúvo há dez anos, o homem fechou-se para o mundo desde então. Ele abre as portas de sua mansão para a sobrinha, mas não quer ter contato com ela. Mary vive, então, a conhecida experiência de estar em um lugar onde não é exatamente desejada. Na enorme casa de quase cem quartos, a única pessoa que dispensa cuidados e atenção a ela é Martha, a criada designada a cuidar da menina. 

Com seu jeito sincero e direto, Martha incentiva Mary a se vestir e se alimentar sozinha, assim como a sair da casa e explorar os grandes jardins que lá existem. Um de seus irmãos, Dickon, sabe tudo sobre a natureza e os animais e passa a acompanhar Mary em suas aventuras. A menina logo ouve a respeito de um jardim secreto, trancado há anos e no qual ninguém tem autorização para entrar. Mas esse não é o único segredo por ali, choros repetidos são ouvidos por ela, que descobre que em um dos quartos vive seu primo, Colin. 

Cada vez mais ativa e decidida, Mary consegue entrar no jardim e resolve trabalhar para revivê-lo. A partir desse ponto, acompanhamos uma série de transformações em quase todos os personagens. À medida que as ervas daninhas vão sendo retiradas e novas flores se abrem, as crianças vão se tornando mais fortes e felizes, amizades nascem, atitudes mudam e laços são criados ou retomados. 

O livro é narrado por um narrador onisciente, o que faz com que tenhamos descrições detalhadas das situações e também do que cada personagem está sentindo. A construção destes é bem cuidadosa. Se no início achamos Mary insuportável, nosso carinho por ela nasce e cresce ao longo da história, conforme ela desabrocha junto com as flores do jardim. Colin desperta a mesma antipatia, ainda que sejam dadas explicações para suas atitudes, mas também terminamos o livro torcendo por ele.

O grande personagem da trama é o jardim. A razão pela qual ficou trancado e o tempo que permaneceu assim fazem com que ele seja símbolo de tristeza, abandono e isolamento. Quando alguém se dispõe a cuidar dele, ele se transforma, renasce, tal qual acontece com as pessoas.

"Uma das coisas estranhas da vida é que só muito de vez em quando a gente tem certeza de que vai viver para sempre. Quando a gente se levanta cedinho, antes da hora solene do sol nascer, por exemplo, e fica quieto sozinho com a cabeça para trás, olhando para cima, vendo o céu pálido mudar devagar, e coisas brilhantes, desconhecidas e maravilhosas acontecerem aos poucos, até que o Leste quase faz a gente chorar de emoção, diante da majestade imutável e estranha do nascer do sol – coisa que acontece toda manhã, há milhares, milhares e milhares de anos. Aí, por um momento curtinho, a gente sabe".
Originalmente infantil, O jardim secreto traz uma mensagem válida para leitores de todas as idades. De forma sutil, inocente e até mesmo mágica, Frances apresenta uma bela história de descobertas e crescimento pessoal



A adaptação de 1993 não foi a primeira, mas sem dúvida é a mais conhecida. Clássico da Sessão da tarde, o filme marcou a infância de muita gente. Pequenas mudanças foram feitas aqui e ali, mas esse é um daqueles casos em que a versão cinematográfica é mais conhecida e marcante que o próprio livro, então elas não incomodam.

O que o livro descreve, o filme mostra: toda a melancolia de Mary fica evidente em sua cara sempre emburrada e em suas roupas pretas. Pouco a pouco sorrisos surgem e seus vestidos se tornam mais claros, assim como a própria fotografia do filme. E o jardim, ah, o jardim... É maravilhoso ver todas as flores descritas no livro ganharem forma e cor na tela.

A adaptação foi muito cuidadosa e ainda nos deu de presente um final que, apesar de em essência ser o mesmo, é mais bonito e trabalhado que o do livro. Filme para ser visto, revisto e guardado no coração.


23 comentários:

  1. Oi Carliiinha
    Menina, esse filme era o meu preferido quando era pequena, nem lembro quantas vezes assisti. Quando cresci e fui entendendo melhor as coisas, também passei a enxergar o jardim como metáfora para a transformação pelas quais os personagens passam. Ainda preciso ler o livro!!! Seu blog tem posts muito especiais! Bjks

    ResponderExcluir
  2. Deve ser um filme lindo, e inspirador. Qualquer dia irei assistir!

    Coisas de Priscila l Fan page
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Carla,
    Eu sou APAIXONADA por esse filme. É realmente uma história clássica!
    Quero muito ler, mas o problema é que quero o livro físico, para deixar na estante, sabe? Quando tenho a história em mãos parece mais real. É o tipo de obra que quero ter a experiencia completa, já que o filme representa algo bem legal para mim.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Carla! Eu ainda não li o livro, mas conheço a história por ter visto este filme muitas vezes. É tão linda! Daquelas que nunca vão envelhecer.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Adorava ver o filme!
    http://annahandtheblog.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  6. Ahhhhh como eu sou apaixonada por este filme.
    Passava as tardes assistindo, sempre que passava hahahahaha
    Eu ainda quero, preciso comprar a edição em livro <3

    Adorei

    ResponderExcluir
  7. Oiee ^^
    Eu já tinha visto sobre o livro antes, e ele está na minha listinha de desejados já faz um tempo, mas não sabia que tinha ganhado uma adaptação. Confesso que fiquei ainda mais curiosa para ler agora...haha'
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu nunca assisti ao filme, nem li o livro, infelizmente! Sua resenha me deixou tão, mas tão curiosa para conferir ambos! Parece mesmo ser uma narrativa bem construída, com grandes personagens! Obrigada pela dica!
    Beijos!!
    Gaby
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, Carla!
    Vi o filme quando criança e me encantei pela estória *-* É encantadora! Não sabia que tinha o livro e agora já o desejo haha Amei a postagem!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Carla!!

    Adorei o post, super completo! Eu adoro o filme, um dos meus preferidos da sessão da tarde, acho inclusive que deveriam passar de novo esse ano rsrsrsrs Mas nunca li o livro e agora fiquei interessada! Parece ser tão lindo quanto o filme!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. Oi Carla! Tudo bom?
    Geeeeeeente eu amava assistir esse filme! Bateu uma nostalgia muito forte aqui :')
    Tenho curiosidade pra ler esse livro faz um tempão justamente por causa do filme. Vou tentar colocar na meta de leitura deste ano, quem sabe dá tempo.
    Sua resenha ficou ótima!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://www.queriaestarlendo.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Carla! Eu comecei a ler sua resenha, sem lembrar do filme. Então, ao ler a história, fui remetida ao passado, exatamente no sofá da minha avó. Ela amava esse filme, e eu também. Não li o livro, mas agora faço questão.
    Amei a resenha
    Beeijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Acho que já ouvi falar desse livro. Parece uma história gostosa e pelo visto o filme acompanhou isso, né?

    Beijos,
    Postando Trechos

    ResponderExcluir
  14. Oiii Carla, tudo bem?
    Eu conheço o livro (mas ainda não li) e o filme eu nem sabia que tinha :3 Mas parece ser uma história linda, fiquei com muita vontade de conferir :3
    E tem a Minerva (Harry Potter) mulher :3 Agora que dá mais vontade ainda de conhecer essa história :)
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi, Carla!
    Não sei o porquê, mas nunca gostei desse filme. Ele me deixava bem triste e eu evitava de assistir.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  16. Oi Carlinha! Não li o livro, mas lembro bem do filme...lindíssimo! O típico que assistia sempre que passava na sessão da tarde!

    :*

    ResponderExcluir
  17. Já ouvi falar muito do livro mas não sabia que havia uma adaptação cinematográfica. Agora estou completamente louco para assistir o filme, já que ainda não tive a oportunidade de ler a obra!
    Gosto dessas histórias teoricamente infantis, mas que passam uma mensagem incrível que serve para todas as idades...


    www.booksever.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá Carla;
    Uma obra simplesmente perfeita, um enredo arrebatador é impossivel não amar este livro.
    Já vi o filme e claro que tira suspiros, é encantador, recomendo a todos.


    Beijos da Camila.
    http://cabinedeleitura1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Nunca li o livro, para falar a verdade, nem sabia que existia. Mas já assisti algumas vezes o filme, e é lindo, super emocionante e cheio de conquistas por parte dos personagens. Muitos ensinamentos. Tenho até o DVD dele, gosto muito :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi
    eu nunca li o livro, mas já assisti o filme várias vezes e gosto muito da história e vendo o poste bateu uma vontade de assistir de novo.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oi Carla, esse é um dos livros que marcaram, minha infância, obviamente que antes de ler vi o filme pois era muita nova, mas me apaixonei tanto pela história tando do livro quanto do filme que ainda hoje tenho carinho por esse livro. Já o reli várias vezes e sinto que está na hora de fazer isso novamente. Sua resenha está perfeita!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo