Resenha: Lugares escuros - Gillian Flynn

Sinopse: Libby Day tinha apenas sete anos quando testemunhou o brutal assassinato da mãe e das duas irmãs na fazenda da família. O acusado do crime foi seu irmão mais velho, que acabou condenado à prisão perpétua. Vinte e quatro anos depois, quando é procurada por um grupo de pessoas convencidas da inocência de seu irmão, Libby começa a se fazer as perguntas que até então nunca ousara formular. Será que a voz que ouviu naquela noite era mesmo a do irmão? Gillian Flynn intercala a trajetória detetivesca de Libby com flashbacks dos acontecimentos do dia do crime com tanta habilidade que o leitor é levado a diferentes direções. Escrito com primor, Lugares escuros não só mostra como a memória é passível de falhas, mas também evidencia as mentiras que uma criança pode contar a si mesma para superar um trauma.

Para conhecer a história de Libby Day e de sua família, precisamos voltar no tempo, mais especificamente para o dia 2 de janeiro de 1985. O dia que mudou tudo. Naquele ano, Libby era uma menininha de 7 anos e morava em uma fazenda com a mãe Patty, suas irmãs Michelle e Debby e o irmão Ben. O pai, Runner, não demonstrava qualquer tipo de afeto pelos filhos, vivia enrolado com dívidas e só aparecia na casa para tentar arrancar dinheiro da ex-mulher.

Os Day eram uma família completamente desestruturada, e Ben era o membro no qual isso ficava mais visível. Seu ar era sempre meio sombrio e as músicas que gostava de escutar causavam arrepios em Patty. Deslocado e inseguro, falou e fez muitas coisas para provar para os amigos que não era um covarde. Mal sabia ele as consequências que isso teria. Na madrugada do dia 3 de janeiro, Patty, Debby e Michelle foram mortas. Libby conseguiu escapar. Graças aos seus depoimentos, às evidências encontradas e ao que era dito a respeito de Ben na cidade, ele foi preso. 

A caçula da família cresceu vivendo de casa em casa, até finalmente se isolar de todo mundo. Aos 18 anos recebeu uma boa quantia que ao longo dos anos foi depositada para ela por pessoas que se sensibilizaram com sua tragédia. Agora, aos 31, o dinheiro está no fim, já que ela nunca se preocupou em arranjar um emprego. A preocupação faz com que aceite a proposta de um clube dedicado a estudar e investigar crimes famosos, o Kill Club. Seus membros acreditam na inocência de Ben e estão dispostos a pagar por informações que ajudem a elucidar o caso. Para isso, Libby precisará visitar os lugares escuros de sua mente, questionar coisas que até então eram certeza para ela e procurar as pessoas de seu passado em busca de respostas para perguntas que nunca antes havia feito para si mesma.

O livro intercala presente e passado. No presente, é narrado em primeira pessoa por Libby. Os capítulos referentes ao passado narram em terceira pessoa ora os fatos ocorridos com Ben, ora com Patty ao longo do dia 2 e da madrugada do dia 3. Esse recurso não é novidade, mas achei interessante a forma como foi usado pela autora: o clímax de cada época é atingido simultaneamente. Enquanto nos capítulos do passado as coisas vão se complicando cada vez mais para determinados personagens, no presente as situações vão sendo pouco a pouco esclarecidas.

O suspense está presente do início ao fim. As lembranças de Libby são confusas, alguns fatos não batem, outras coisas não fazem sentido e tudo isso fez com que eu ficasse presa ao livro e ansiosa por respostas. Importante destacar que o satanismo é abordado ao longo da trama, e que isso resulta em várias passagens um tanto quanto perturbadoras, que eu só consegui ler por alto. Os detalhes dos assassinatos também são descritos e causam bastante impacto.

Libby, como sobrevivente de algo tão brutal, supostamente deveria provocar sentimentos de pena no leitor, assim como em todas aquelas pessoas que doaram dinheiro para ela enquanto crescia. Mas aí não seria um livro escrito por Gillian, que constrói personagens com personalidades dúbias, deixando o leitor o tempo inteiro desconfiado de suas atitudes. Em Lugares escuros não há ninguém totalmente bom ou mau, cada personagem tem seu lado obscuro, mesmo a pequenina Libby. 

Perturbador. Acho que essa é a palavra que melhor representa o que Lugares escuros foi para mim. Conhecia a escrita de Gillian Flynn de Garota exemplar, então já esperava uma leitura cheia de verdades duvidosas e de personagens que estão longe de ser psicologicamente saudáveis. Ainda assim, a autora conseguiu me surpreender. Pequenas pistas são dadas ao longo do livro, mas elas são tão bem encaixadas em um contexto maior que acabam passando despercebidas. Só nos damos conta da importância daquela informação, dada quase que aleatoriamente, quando as peças do quebra-cabeça já estão quase todas em seus devidos lugares.

O livro é um suspense inteligente e bem amarrado. Juntamos informações, construímos nossas teorias, mas quem encaixa a última peça é a autora. O final foi inesperado para mim, porém totalmente coerente com a história. Nada de razões mirabolantes ou fantasiosas, apenas mais uma demonstração da "sorte dos Day".

12 comentários:

  1. Olá, Carla.
    Eu tenho esse livro aqui em casa, mas ainda não li. Como assisti o filme, a parte do suspense já não vou ter quando for ler. mas gostei de saber sobre a narração intercalar, no filme não tem isso hehe. Gosto muito de narrativas assim.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Oi, Carlinha
    Desde que li Garota exemplar fiquei com vontade de ler tudo da autora! Que mente louca tem essa mulher! rsrsrs! Quando a gente acha que entendeu algo, ela vai lá e joga uma informação que muda tudo. Tenho esse livro e depois dessa resenha ele com certeza vai furar a fila de leituras!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Carla! Eu não curti Garota Exemplar da autora, no entanto Objetos Cortantes eu amei. Lugares Escuros está na minha lista de desejados, gostaria muito de conferir este, pelo que vi na sua resenha vou amar.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Assim que eu tive meu primeiro contato com a autora, através de Objetos Cortantes, fiquei louca para conhecer as outras obras dela e comprei logo Lugares Escuros, mas ainda não realizei a leitura. Preciso fazer isso esse ano! Beijos!

    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Parece ser muuuito bom, adorei i enredo! Fiquei curiosa para saber o que acontece no final!
    Ainda n li nada da autora mas tenho Garota Exemplar (eu sei, preciso ler logo, rs)
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Já assisti o filme, sem ler o livro, admito!! Mas pelo filme a história foi muito bem contada, adorei. Vendo a sua resenha vi que o filme não saiu da história, achei a obra um tanto quanto intensa e vale a pena a leitura, pelo que vi!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Pegar um livro para ler assim, tão perturbador, é algo que eu adoro. Não vejo a hora de pegar para ler.
    Adorei a história e fiquei muito interessada para conhecer.
    http://revelandosentimentos.blogspot.com.br - Top Comentarista de Maio. 2 livros para o vencedor

    ResponderExcluir
  8. Oi Carla,
    Eu sou doida para ler algo da autora, só assisti Garota Exemplar e gostei.
    Esse livro quase não leio resenhas sobre, achei bacana e parece meio perturbador mesmo.

    P.S.: HAHA é assim mesmo que acabo lendo mais de um livro. Um físico e outros no Kindle.

    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  9. Depois de Garota exemplar não consegui ler mais nada dessa autora, mas PRECISO dar outra chance à ela.
    Gostei demais da sua resenha!

    >> Vida Complicada <<

    ResponderExcluir
  10. Oi, Carla!
    Ao contrário de Garota Exemplar, que quero passar longe, eu quero ler esse livro. Loucura né?
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  11. Oi oi,

    eu já vi o filme desse livro algum tempo atrás e gostei bastante, e também fiquei louca para ler o livro, assim como Garota Exemplar, e saber que você gostou tanto do livro me deixou ainda mais curiosa.

    Beijos!
    Visite o Mademoiselle Loves Books
    http://www.mademoisellelovesbooks.com/

    ResponderExcluir
  12. Parece um ótimo livro. Tenho Garota Exemplar, mas não li, pois na época a história estava muito fresca ainda na minha mente e isso me atrapalhou, mas tive uma boa noção da construção dos personagens e aparentemente a autora é muito boa nisso. Provavelmente lerei Lugares Escuros também, sua resenha me convenceu. Beijos!

    Conhece o nosso blog? Estamos sempre retribuindo visitas e comentários de nossos amigos blogueiros :D
    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo