Resenha: Os crimes do dançarino da Sé - Marcelo Antinori

Sinopse: Neste segundo título da coleção Sereia de Vidro, Marcelo Antinori mais uma vez presenteia o leitor com uma estória saborosa através de um texto ágil e preciso. Numa manhã qualquer, um corpo esquartejado é largado num carrinho de supermercado no marco zero de São Paulo, a Praça da Sé. O crime não apenas atiça o apetite da imprensa, como enfurece Coutinho, o chefão do tráfico de drogas na região. Casado com Luciana, porém mantendo um caso com Ana Pérsia, o narrador, protagonista da primeira estória da coleção, embrenha-se cada vez mais num mundo ao qual não pertence mas que, a cada passo que dá, participa de forma ativa. Entre as investigações da polícia, Carmen – o homem de seios do sebo de livros –, Dimitri, o violinista, os brutamontes comandados por Coutinho e Verônica, uma informante do crime organizado infiltrada na PM paulista, Os Crimes do Dançarino da Sé torna-se uma estória de leitura rápida e instigante a um preço convidativo.

Os crimes do dançarino da Sé é o segundo volume da série Sereia de Vidro. O livro segue a mesma proposta do anterior, tanto no que diz respeito ao tamanho como em relação ao conteúdo. Nele, continuamos a acompanhar o protagonista do volume anterior (resenha aqui) e mais crimes na cidade de São Paulo. 

Logo no primeiro parágrafo já somos apresentados ao mistério que rondará todo o livro: um corpo é encontrado todo retalhado dentro de um carrinho de supermercado bem no meio da Praça da Sé. Objetos inusitados colocados junto a ele dão um ar macabro ao crime e fazem todos se perguntarem que tipo de assassino faria algo do tipo. Para completar o cenário, testemunhas afirmam terem visto o responsável por deixar o carrinho ali sair dançando enquanto saía da praça.

É claro que toda a situação chamou a atenção da polícia, da imprensa e dos moradores e frequentadores da região. Coutinho, líder do tráfico local, não gosta nem um pouco de ter tantos olhos voltados para o seu local de "trabalho" e trata logo de dar um jeito na situação. A partir daqui fica difícil falar mais alguma coisa sem soltar spoilers acidentais, já que o livro é mesmo bem curtinho.

O que posso dizer é que mais uma vez Marcelo traz para o leitor uma história cheia de acontecimentos, mesmo em poucas páginas. Neste volume, há um espaço maior para a vida conjugal do protagonista, e sua personalidade também é mais explorada e trabalhada. Todos os personagens são importantes e formam um conjunto bem característico dos grandes centros: o velho bêbado que toca violino na praça, o traficante, a moça cheia de piercings e cabeça raspada... 

O livro não tem enrolações desnecessárias, o que por um lado é ótimo, mas, por outro, nem tão bom assim. Como o narrador é o próprio protagonista, muitas vezes as falas, a visão e a descrição dos fatos são  diretas e masculinas demais, o que me incomodou. Também não consegui me identificar com nenhum dos outros personagens. Não é raro gostarmos do vilão da história, que muitas vezes é mais interessante que o mocinho, mas nesse livro isso não aconteceu. O lado cruel, criminoso e hipócrita de cada um dos personagens falou muito mais alto e tornou impossível qualquer tipo de empatia. 

Para quem gosta de livros policiais, leitura rápida, bem amarrada e com pitadas de crítica social, a série é super indicada!

*Livro cedido pelo autor.

5 comentários:

  1. Oi Carlinha! Eu tenho visto essa série em alguns blogs e gosto da proposta de serem livros pequeninos, de bolso mesmo, e terem um preço acessível. Também me incomodo um pouco quando esse jeitão masculino fica muito forte na narração, mas pelo que escreveu apesar do incômodo não comprometeu a leitura. Eu gosto de livros policiais e tenho vontade de conhecer a série. Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Carla
    As vezes o protagonista tem umas, digamos, "divagações" masculinas demais. Isso pode incomodar mesmo. Por isso mesmo, apesar de adorar a realidade que Marcelo trás com seus personagens, acho que protagonista não é o melhor exemplo de homem rs
    Gostei de saber que está curtindo a série, assim como eu. Já li o terceiro livro e também adorei.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oie...
    Adorei sua resenha!
    O livro em questão parece ser daqueles que prendem o leitor a ponto de não querer largar o livro :)
    Gostei de saber que não tem enrolações desnecessárias, pois, isso irrita bastante durante a leitura.
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi! Eu gosto de livros neste estilo e ainda não conhecia esta série. Uma pena o protagonista não ser dos melhores, mas mesmo assim gostaria de ler os livros.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Oi, Carla!
    Eu não conhecia essa série, mas gostei do fato de se passar em São Paulo. Creio que nunca li um policial nacional.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo