Resenha: A vida do Livreiro A. J. Fikry - Gabrielle Zevin

Sinopse: "Nenhum homem é uma ilha; Cada livro é um mundo": esse é o slogan que aparece no velho letreiro da Island Books. A. J. Fikry, o dono da livraria, está prestes a descobrir o que isso significa de verdade.A vida de A. J. não se desenrolou como planejado. Sua esposa morreu, as vendas de sua livraria estão em queda, e seu bem mais precioso, uma edição rara de um livro de poesia, foi roubada. Todos em sua vida parecem irritantes. Seja o policial Lambiase, que parece estar presente nos momentos importantes da vida de A. J., ou Amelia, uma representante de vendas um tanto excêntrica que insiste em visitá-lo. Até os livros parecem sem graça. Certo dia um pacote misterioso aparece na livraria. É um pacote pequeno, mas bastante pesado. Essa entrega inesperada dará a A. J. Fikry a oportunidade de refazer sua vida, começar de novo. E, aos poucos, toda a cidade nota a diferença e os livros voltam a enfeitiçar a pequena Alice Island. Um romance engraçado, delicado e comovente, que nos faz lembrar por que nos apaixonamos.

Como ser um leitor apaixonado e não se interessar por um livro sobre... livros? Tudo começa já na capa, que é cheia de livros abertos, como se fossem portas ou janelas. E é exatamente o que eles fazem por nós leitores: abrem portas, janelas, nos levam para outros lugares. E é isso que fazem também pelo protagonista.

Dono de uma livraria em uma cidadezinha chamada Alice Island, A. J. Fikry é um viúvo que mora sozinho numa casa em cima da loja. Talvez por sua profissão, talvez por seu temperamento meio rabugento e seu gosto mais refinado, parece que estamos diante de um senhor. Mas logo descobrimos que não, A. J. é um homem no fim da casa dos 30 anos, que vende livros mais pelo amor que tem por eles do que pelos lucros que eles geram atualmente.

O livreiro passa a maior parte do tempo em sua loja e não é lá muito sociável. Suas companhias mais frequentes são Ismay, sua ex-cunhada e esposa do escritor mulherengo Daniel Parish, e Lambiase, um policial fã de livros sobre detetives. Amelia Loman não é moradora da pequena cidade. Precisa, aliás, pegar trem e até balsa para chegar até lá. A moça é representante de uma editora e seus primeiros contatos com A. J. não são nada agradáveis.

Fikry tem preferência por contos, mas sua história começa a mudar graças a mistérios, dramas e reviravoltas, típicos de romances. Após uma noite de bebedeira, o livreiro percebe que foi furtado enquanto dormia. A edição de Tamerlane, um livro raro e valioso de Edgar Allan Poe que mantinha dentro de uma redoma na livraria, desapareceu. 

Mas essa foi apenas a primeira surpresa. A maior e mais importante delas acontece após A. J. deixar a porta da livraria destrancada ao sair para correr. Quando volta, encontra um "pacote" que mudará sua vida de uma maneira que ele nunca poderia imaginar.

Ao contrário do que pode parecer ao iniciar a leitura, a resolução do caso do sumiço do livro não é o foco principal, e até esquecemos disso ao longo da leitura. A mensagem que a autora passa é a de que, mas importante do que quem roubou o livro é como tal fato afeta a vida dos envolvidos. E isso só compreenderemos no fim.

Difícil escrever mais sobre os acontecimentos e os personagens sem entregar alguma coisinha... Não que tenha algum grande mistério a ser desvendado, mas é que uma das coisas mais bacanas dessa leitura é acompanhar os acontecimentos se desenrolando naturalmente, como na vida, e os personagens crescendo e se revelando para nós aos poucos. Leiam e vão entender o que quero dizer!

O enredo é simples, mas Gabrielle Zevin soube trabalhá-lo muito bem. A narrativa é em terceira pessoa e flui sem problemas. Cada capítulo tem início com pequenos comentários de A. J. sobre um livro, e o mais legal é ver como esses comentários tem a ver com o que é descrito depois nos capítulos. O volume, aliás, é cheio de referências literárias, colocadas de forma natural nos diálogos dos personagens. Os personagens são cativantes, bem construídos, com características bem definidas. Além disso, todos têm papel de destaque na trama. 

A vida do livreiro A. J. Fikry é um livro sobre perdas e ganhos, fins e recomeços e sobre as consequências que cada pequenino ato nosso pode ter. Em menos de 200 páginas a autora conseguiu contar uma história bonita, reflexiva e marcante. Fiquei encantada com página, com os diálogos inteligentes e com o amor que transborda em suas diferentes formas.

É uma obra de amante de livros para amantes de livros e que merece muito ser lida.


8 comentários:

  1. Que livro adorável! Sua resenha conquistou meu coração! <3
    Um beijo, flor!
    Jardim do Coração

    ResponderExcluir
  2. Que livro adorável! Sua resenha conquistou meu coração! <3
    Um beijo, flor!
    Jardim do Coração

    ResponderExcluir
  3. Oi Carla, tudo bem? Adorei a sua resenha. Não conhecia o livro mas fiquei encantada, parece ser bem diferente do que eu já li e que vai me encantar. Beijos!

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Amei conhecer esse livro *-*
    Demais de boa sua resenha...

    www.chaeamor.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Carla!
    Estou doida para ler esse livro! Como você disse na resenha "Como ser um leitor apaixonado e não se interessar por um livro sobre... livros?". A premissa da história é um tanto quanto interessante e o enredo parece ser apaixonante!
    Ótima resenha!
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ah!!! Que saudade loucaaa eu estava desse cantinho. Como vc está linda? Sumiu!!! Mas e tmb sumi :( Sinceramente??!! Eu acho a capa desse livro feia e ele não me chamou muito atenção. Mas de acordo com a suia resenha eu vi que é uma história linda. Amo histórias de fins e recomeços. Parabéns pela resenha.
    Bjss

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ah eu quero muito ler esse livro, obrigada por compartilhar sua opinião, também estou seguindo seu blog, super legal ele, bjs

    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oii!
    Adoro livros que falem de livros, então é fato que esse já entrou na minha listinha. hahaha

    Gostei da resenha, flor!

    Beijinhos,
    Sala de Leitura

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo