Resenha: Adeus, por enquanto - Laurie Frankel

Sinopse: A talentosa autora de "Atlas do amor" inova em seu segundo romance, no qual conta a história do jovem casal que estendeu seu amor para além dos limites da vida. Não é milagre e nem magia, é pura ciência da computação. Graças ao software que Sam Elling, um divertido programador do MIT, desenvolve, torna-se possível conversar com projeções perfeitas de pessoas queridas que morreram. Assim, ele ajuda sua namorada a superar a perda recente da avó, mas não esperava que um dia fosse precisar se tornar usuário de seu próprio programa...

Laurie é autora de O Atlas do Amor, que eu já resenhei aqui no blog. Em seu segundo livro, ela nos apresenta Sam, que trabalha em uma empresa que promove encontros de casais. Muito inteligente, desenvolve um algoritmo capaz de encontrar o melhor par para os usuários. Ele testa e dá certo. Os usuários testam e dá certo. Perfeito? Não! O sucesso do algoritmo acaba causando sua demissão, pois as pessoas agora encontram rapidamente a companhia ideal e, consequentemente, a quantidade de mensalidades pagas por elas diminui. Bem, pelo menos ele agora tem Meredith, o par destinado a ele pelo tal algoritmo.

Quando a namorada perde a avó, Sam tem uma idéia: cria um programa que permite que Meredith se comunique com sua falecida avó por e-mail, o RePose. Aos poucos o programa vai sendo aprimorado e o que era para ser apenas uma forma de minimizar o sofrimento de Meredith, acaba se tornando seu novo trabalho. Através de vídeos, e-mails, postagens em redes sociais e mensagens de texto, Sam faz "reviver" os mortos.

Sam e Meredith são os protagonistas, mas a autora trabalha a trama de forma que o relacionamento entre eles não seja exatamente o tema central. Em meio aos papos sobre programação e softwares, a dificuldade que todos nós temos de dizer adeus se sobressai, assim como os questionamentos éticos a respeito do programa. Será que ele ajuda ou atrapalha o processo de luto das pessoas que procuram o serviço? Seu criador se questiona sobre isso muitas vezes.

A narrativa é em terceira pessoa, mas consegue ser bem próxima do leitor. A autora prolonga-se em alguns pontos, mas não cheguei a achar cansativo. A morte de alguém querido é um tema pesado e que foi tratado de forma delicada por Laurie, mas ainda assim é preciso parar um pouco às vezes para tomar um ar. As histórias e o sofrimento são muito reais, principalmente pra quem já perdeu alguém.

Pra mim, o ponto forte da história criada por Laurie é que ela fala sobre imortalidade sem recorrer ao sobrenatural. O livro emociona, faz pensar e tem passagens muito bonitas. É drama, sim, mas também romance. Recomendo muito a leitura, mas prepare seu coraçãozinho.

14 comentários:

  1. Oie Carlinha!! Como eu não conhecia esse livro ainda? Amei a sinopse e os questionamentos que todo esse negócio do programa causa na gente. Já sei que vou chorar. Bjks!

    ResponderExcluir
  2. Oii Carla!

    O livro tem uma pinta de livro triste, mas gosto de saber que a autora lança uma reflexão sobre a imortalidade sem fazer uso da fantasia, bem raro isso e me deixou curiosa.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oie...
    Ainda não conhecia essa obra, mas, gostei bastante de seus comentários a respeito da obra... Adoro um bom da drama e se tem romance no meio gosto ainda mais!
    Parabéns pela resenha... Me convenceu a ler!
    Dica anotada...
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ai meu deus, eu vou amar esse livro, Sim ou claro? Amei a resenha, fiquei muito curiosa!
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, Carla.
    Eu achei essa capa muito bonita e a história do livro em pareceu ser bem interessante já que foge das mesmas coisas que lemos sempre. Vou querer ler. Acho que esse programa vai acabar é atrapalhando as pessoas e não deixando a separação mais fácil hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Oi Carla! Tudo bem?

    Eu não conheço a autora, mas gostei do tema, eu particularmente, tenho dificuldade em dizer adeus e acho esse é um tipo de história que emociona.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oi, Carla!
    Achei o tema super interessante, já que eu faço computação e achei interessante essa do algoritmo. Infelizmente fez o cara ser demitido, tadinho.
    Vou dar uma conferida porque quero ver como a autora conseguiu juntar essa coisa de softwares com o adeus.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra ao livro Depois do Fim autografado

    ResponderExcluir
  8. Ótima resenha!

    Tem um episódio de "Black Mirror" na primeira temporada que aborda um tema parecido... Um programa que, por meio de postagens em redes sociais e afins, "resgata" a pessoa amada dos mortos, mantendo-a perto um pouco mais. É bem interessante.

    Abraços e um dia bem bonito para você!



    ResponderExcluir
  9. Oi
    parece ser uma história linda, nem conhecia os livros da autora e chamou minha atenção pela resenha, a ideia do protagonista é interessante, mas acho que isso só prolongaria o sofrimento.

    http://momentocrivelli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Carla! Li este livro faz um bom tempo e gostei bastante por ter trazido uma história bem diferente.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Oi, Carla!
    Eu nunca tinha ouvido falar do livro, mas estou querendo ler pra ontem agora que o conheci, obrigada! hahaha
    Vou tentar preparar meu coraçãozinho até lá então :D
    Beijoss
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir
  12. Carambaaaa, nunca li um livro assim e fiquei muito curiosa! Até já salvei aqui a página pra adicionar no Skoob porque amei demaaais a proposta do livro :O

    Beijos,
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  13. Oi Carla,
    De início a premissa me lembrou O Projeto Rosie, mas depois me impressionou mais. Fiquei bem curiosa em relação a toda essa abordagem em questão ao desapego e tals. E nossa, coitada da moça - a namorada - fiquei imaginando como foi depois pra ela desapegar de vez.

    tenha uma ótima quarta =D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  14. Oi, Carlinha

    Você usa o Kindle? Se usa, essa capa não é muito parecida com a tela inicial do mesmo? hahahaha
    Achei bem interessante esse enredo principalmente para saber como a autora aborda essa questão das pessoas que procuram esse novo serviço. Não acho que seria algo que eu faria se fosse algo possível... acho que enfrentar o luto é melhor do que viver uma ilusão, sabe?
    Leria o livro sim, achei bem promissor.

    Beijocas
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo